Segunda-feira, 15 de Maio de 2006

HOMENAGEM

Homenagem ao "mãos de ouro"

A Comissão das Comemorações do Centenário do Sporting homenageou Manuel Marques, descerrando uma placa no Estádio José Alvalade pelos 54 anos de dedicação do Clube. O enfermeiro-massagista esteve ao serviço do Sporting durante mais de meio século, granjeando respeito e admiração das centenas de jogadores que vestiram a camisola do Sporting, da Selecção Nacional e de outros emblemas. O "homem das mãos de ouro", como será para sempre recordado, manifestou sempre uma grande disponibilidade para ajudar graciosa e desinteressadamente todos os que procuravam pela competência e reputação.

Sete anos antes de ingressar no Sporting, em 1979, Manuel Marques concluiu o curso de enfermagem dos Hospitais Civis de Lisboa e tirou vários cursos profissionais no estrangeiro, nomeadamente o curso de massagista pelos Smae Institute, de Leatherhead. Nunca quis ser milionário, pois já lhe bastava ser "milionário de amizades", dizia, e isso ficou amplamente demonstrado nas incontáveis homenagens de que foi alvo. Em 1965, o Sporting atribuiu-lhe a medalha de Ouro de Dedicação, em acto de gratidão e, em 1986, foi agraciado pelo Governo com a medalha de Mérito Desportivo. Manuel Marques deixou o seu nome ligado aos maiores feitos do futebol "leonino", desde a senda dos violinos até à conquista da Taça dos Vencedores das Taças. A nível da Selecção foi marcante a sua participação na brilhante campanha do Mundial de 1966. Para além da Medalha de Ouro, o seu clube de sempre, o Sporting, deu o seu nome à sala do antigo estádio onde funcionava o posto médico de futebol profissional, oferecendo-lhe um leão e uma salva de prata, na tarde de Dezembro de 1986, a anteceder a história vitória por 7-1 sobre o Benfica.

Na justa e singela homenagem a uma figura ímpar do Sporting, estiveram presentes os três presidentes dos órgãos sociais do Clube, Filipe Soares Franco, Rogério Alves e Agostinho Abade, Moniz Pereira, Jorge Fernando, secretário da mesa da AG, Ernesto Ferreira da Silva e Mário Casquilho, da Comissão do Centenário, Miguel Salema Garção, director de comunicação do Clube, Rogério de Brito, administrador da SAD, Pedro Batalha Ribeiro, director do Clube, os atletas Fernando Mendes, Hilário da Conceição e Fernando Mamede e Gomes Pereira e Mário André, responsáveis do actual departamento médico do futebol "leonino":

Os que tiveram o privilégio de conhecer e trabalhar com Manuel Marques recordam-se perfeitamente do "homem de coração magnânimo" e "mãos milagrosas. O enfermeiro Mário André revelou algumas das características da personalidade vincada do "mestre". "Quando entrei para o Clube exigiu-me que vestisse uma bata médica e fui também produto de uma acção pioneira sob orientação: tive de apresentar um currículo detalhado para frequentar o curso. Celebrei o primeiro contrato no Sporting com ele e na primeira conversa que tivemos disse-me que não podia vir para o Sporting de ânimo leve. Se tivesse dúvidas em relação às exigências era melhor ir-me embora. Quanto a Fernando Mendes, "capitão" de equipa que venceu a Taça das Taças, recordou que o célebre Manuel Marques gostava imenso de "comer bem" e era "um amigo e bom conselheiro. Lembro-me que um dia virou-se para mim e só de olhar reconheceu imediatamente que eu tinha uma lesão grave".

Antes desta simples e sentida homenagem, o Sporting já tinha agraciado Manuel Marques a título póstumo com o "Leão de Ouro". O "homem das mãos de ouro" fica para sempre eternizado em memória debaixo da bancada poente do Estádio José Alvalade, junto às placas dos atletas Carlos Lopes e Joaquim Agostinho.

sinto-me: Sportinguista
tags:
publicado por onimixam às 22:17

link do post | comentar | favorito
|

arquivos

Abril 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

SPORTING

posts recentes

MELHOR DA EUROPA!

FORMAÇÃO

Actualização...

EXEMPLAR...

SELECÇÃO

JUNIORES

PEDRO BARBOSA

PRÉMIOS

SELECÇÕES

CAMPEÕES